Conheça os alimentos que ajudam com o problema e os que devem ser evitados para não agravá-lo

Segundo dados da Federação Brasileira de Gastroenterologia, o refluxo é um dos problemas gástricos mais comuns da atualidade, afetando cerca de 45% de toda a população ocidental.

Também conhecido como doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), o refluxo ocorre quando a barreira presente no esôfago, responsável por manter dentro do estômago o alimento ingerido e o ácido presente lá dentro, não se fecha corretamente.

Em consequência desse bloqueio parcial, o conteúdo presente no estômago volta para o esôfago e boca, causando uma sensação de queimação muito incômoda.

Se não tratado, o refluxo pode evoluir para uma gastrite nervosa e causar outros problemas de saúde derivados do contato direto do organismo com o ácido do estômago.

A principal maneira de tratar o refluxo é fazendo mudanças na alimentação, por isso, dietas para refluxo são cada vez mais comuns. A medicação para auxiliar no tratamento só é prescrita quando as alterações no cardápio não surtem o efeito desejado.

Depois de ler este artigo aproveite para ver também:

Dieta para refluxo

Conheça mais sobre a dieta para refluxo

De maneira geral, como a dieta para refluxo não tem como objetivo o emagrecimento, a diminuição de carboidratos não é um de seus princípios.

Todos os grupos de alimentos são permitidos, porém os que tendem a atacar o estômago por serem muito fortes devem ficar de fora da alimentação diária de quem sofre de DRGE.

Para montar o seu cardápio da dieta para refluxo, aposte em alimentos que sejam ricos em fibras, de preferência naturais, como frutas, legumes, pães e massas integrais.

Como apenas uma quantidade pequena de alimentos funciona como desencadeadora de crises de refluxos, é mais importante saber o que não se pode comer.

O que eliminar da sua dieta para tratar o refluxo

Para que as suas crises de refluxo diminuam e o seu esfíncter do esôfago (a barreira responsável por manter o ácido e os alimentos dentro do estômago) recobre a sua força, alguns alimentos precisam deixar de fazer parte do seu dia a dia:

  • Ricos em gorduras: alimentos industrializados, enlatados e embutidos, como salsichas, linguiças e bacon e preparação de alimentos com fritura e carnes vermelhas. Quando a comida possui gordura em excesso, precisa passar mais tempo no estômago para ser devidamente ingerida, o que pode aumentar as chances do refluxo acontecer.
  • Álcool: é claro que não é necessário cortar totalmente o consumo de álcool, mas como as bebidas destiladas e fermentadas tendem a deixar o estômago irritado, diminuir o seu consumo pode ser uma medida necessária para controlar e tratar o seu refluxo.
  • Cafeína: é uma das substâncias mais conhecidas por causar refluxo. Evite chocolate, café puro e chás fortes.
  • Gasosos: a pressão dentro do estômago aumenta muito quando se consome bebidas com gás. Evite refrigerantes e água gaseificada.
  • Alimentos apimentados: por aumentar a acidez estomacal além do que é natural e irritar a parede do estômago, a pimenta deve passar longe do seu prato caso sofra de refluxos.
  • Carboidratos simples: por serem muito consumidos, ajudam a diminuir a força de obstrução do esfíncter do esôfago. Por isso, o consumo de farinha de trigo refinada, massas e pães convencionais deve ser moderado.

Dicas de rotina para potencializar a dieta para refluxo

  • Alimente-se sempre em pequenas quantidades de três em três horas.
  • Dê preferência a proteínas magras, como peixes e frango, e derivados do leite sem gordura ao montar o seu cardápio.
  • Não beba líquidos enquanto come.
  • Faça a sua última refeição do dia em até, no máximo, duas horas antes de ir para a cama.
  • Uma excelente aliada à prevenção e combate à gastrite é a couve. Tome esporadicamente sucos de couve.

Não durma ou se exercite logo após uma refeição, ainda que ela seja apenas um lanche leve.

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos. Mais informações .
Fechar
Privacy settings ×